- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


quarta-feira, 12 de abril de 2017

ANGÚSTIA E PAZ I

                Previne-te contra a angústia.
                Esta tristeza molesta, insidiosa, contínua, arrasta-te a estado perturbador.
                Essa insatisfação injustificável, perseverante, penosa, conduz-te a desequilíbrio imprevisível.
                Aquela mágoa que conservas, vitalizada pela revolta sem lógica, impele-te a desajuste insano.
                Isto que te assoma em forma de melancolia, que aceitas, empurra-te a abismo sem fundo.
                Isso que aflora com frequência, instalando nas tuas paisagens mentais de pressão constante, representa o surgimento de problema grave.
                Aquilo que remóis, propiciando-te dor e mal-estar, impele-te a estados infelizes, que te atormentam.
                A angústia possui gêneses várias.
                Procede de erros que se encontram fixados no ser desde a reencarnação anterior, como matriz que aceita motivos verdadeiros ou não, para dominar quem deveria envidar esforços por aplainar e vencer as impressões negativas e as compulsões torpes.
                Realmente, não há motivos que justifiquem os estados de angústia.


Fonte: ALERTA – Divaldo Pereira Franco/Joanna de Ângelis
imagem: google

Nenhum comentário: